quinta-feira, 8 de abril de 2010

3 comentários:

Cláudio J. Gontijo disse...

Sr. Arthur.

Visito páginas que julgo representativas, buscando divulgar o espaço VERDE VIDA, dedicado à causa ambiental/humanística. Postamos imagens ricas e textos simples. Visite e opine, se puder.

Prosperidade em sua jornada.

Rogério Tomaz Jr. disse...

Estas mulheres são heroínas vivas de um país que, infelizmente, em certo momento, precisou de heróis e heroínas para combater um regime odioso. Felizmente, por outro lado, contamos com estas pessoas para que a história não seja distorcida por meios de comunicação que pediram, saudaram, defenderam e apoiaram aquele Golpe que instalou a ditadura - embora, para alguns, tenha sido uma "ditabranda" - civil-militar que nos sufocou por mais de duas décadas. Os inimigos hoje são outros, mas o espectro obscuro daqueles tempos ainda paira em certas mentes inconformadas com a diminuição do seu poder. Abraços e parabéns pelo trabalho, Arthur!

Antonio Carlos Poerner disse...

9 de abril de 2010 14:49

Gostei muito do depoimento do dentista da Volga. Botou pra fora tudo o que estava na garganta.
É disso que precisamos, para não amolecer os esforços do Lula e de outros que querem ver os torturadores sen
do julgados como o foram em todos os países da América.
O Garzon, da Espanha, quer reativar as vítimas do Franquismo ... E está encontrando terríveis resistências.
Passar a história a limpo é isso aí.
Estão todos de parabéns os que não livraram a cara dos torturadores.
Veja o caso do General que falou na TV, passando uma história mentirosa, mas cheia de simpatia.
Muita gente pode acreditar.
As socialites da Hilde se manifestaram de forma também contundente.

Abs.
acp