segunda-feira, 19 de outubro de 2009

22 out.2009, Poerner chega aos 70 no fundo da noite do Leme








O escritor e jornalista Arthur Poerner resolveu comemorar a chegada aos 70 anos, cantando o seu bairro. Leme: viagem no tempo ao fundo da noite vai ser lançado, com coquetel, no próximo dia 9 de novembro, segunda-feira, a partir das 19h, na Fiorentina, à Av. Atlântica, 458 (2543.8395), a cantina que foi, durante décadas, o principal ponto de encontro dos artistas e intelectuais no Rio de Janeiro.

O livro é uma versão atualizada, ilustrada e bastante ampliada da primeira edição, publicada em 1998, sob o patrocínio do RioArte, pela Relume Dumará, na coleção Cantos do Rio, que reuniu bairros e escritores como, entre outros, Lagoa (Carlos Heitor Cony), Vila Isabel (Aldir Blanc) e Cosme Velho (Cícero Sandroni).

Arthur Poerner, além de escritor e jornalista, é letrista (parcerias com Baden Powell, Candeia e João do Vale) e professor de Jornalismo aposentado na UERJ. Tornou-se nacionalmente conhecido nos anos 60, no intransigente combate – sempre por artigos jornalísticos, livros e palestras – à ditadura militar, o que lhe rendeu processos políticos, prisão, nove anos de exílio e, com apenas 26 anos, o título de mais jovem brasileiro a ter os direitos políticos suspensos por decreto presidencial, do marechal Castelo Branco.

A Booklink reeditou dois dos seus livros mais conhecidos: a 5ª edição de O poder jovem: história da participação política dos estudantes brasileiros, proibido em 1969 pelo ministro da Justiça Alfredo Buzaid, e a 3ª edição brasileira do romance Nas profundas do inferno, baseado nas lembranças das torturas a que eram submetidos os presos políticos no quartel da Polícia do Exército da Rua Barão de Mesquita, no Rio, onde funcionava o DOI-Codi. O Leme expõe a face boêmia desse autor e militante político.

A um bairro autenticamente carioca como o Leme não poderiam faltar características morfológicas da cidade como o morro e o asfalto, devidamente representados na apresentação deste livro pelo escritor e jornalista Cícero Sandroni, que ali residiu durante 12 anos, e pelo compositor Álvaro Maciel, diretor de Cultura da Associação de Moradores do Morro da Babilônia.



Texto 4ª. capa

“Os bairros são feitos pelos seus moradores, que imprimem aquelas marcas inconfundíveis aos cantos do Rio”. Neste livro, o autor, além de ser um desses personagens, percorre as ruas e bares do Leme, retratando muitas dessas figuras emblemáticas, numa viagem no tempo e ao fundo da noite. Vai do piquenique de um dos mais eminentes visitantes, o imperador Pedro II, às histórias dos mais humildes e desvalidos, como Maria dos Retalhos, Raimundo Trambique, o Rei Zulu ou o mirrado Frankie. “Porteiro de boate nos tempos de vacas gordas, ele saía da Pavuna, sempre de terno e gravata, para chegar ao Leme às quatro da tarde e faturar algum troco, imitando, sofrível e constrangedoramente, o seu maior ídolo, em músicas como ‘New York, New York’, o carro-chefe de ambos, e viveu uma noite triunfal, quando um amigo lhe disse, naquele tom categórico que o álcool costuma conferir às conclusões: ‘Você é que é o verdadeiro e autêntico Frank Sinatra; o gringo não passa de um produto da mídia !’ Sem essas pessoas que lhe deram e lhe dão vida e o transformam continuamente, o Leme ainda seria aquele cenário natural e selvagem com que deparou D. Pedro II em seu sofrido piquenique, sem chope e sem churrasquinho”.

35 comentários:

Theófilo Rodrigues disse...

Parabéns pelo novo livro, Poerner! A União Estadual dos Estudantes (UEE-RJ) e a União da Juventude Socialista (UJS) estarão presentes!

Abraços, Theo.

Benzema disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CHRISTINA MONTENEGRO disse...

PARABÉNS!
Abração!

The Mask disse...

Parabéns pelo seu livro.Muito interessante a sua história!Estou começando a escrever agora e,percebendo todo seu conhecimento na área,gostaria que a nós pudéssemos nos add para que vc pudesse opinar sobre o que tenho escrito.Obrigado.Está add

Tutuca disse...

27 de outubro de 2009

Pessoal do Escadinha, El Cid, Nogueira (Bar das Putas) e demais bares do Leme e cercanias; devotos do Lamas, Nova Capela, Bar Brasil, Padaria Santo Amaro, Estação Largo do Machado, Serafim, Bar do Mineiro, Pizzaria Guanabara, Pavão Azul, Eclipse, Letras e Expressões, Rex; órfãos da Casa Brasil (in memoriam); distinta clientela dos podrões e demais fronts boêmios da cidade ameaçados pelo choque de ordem desse prefeito idiota; demais vítimas da Lei Seca e da fascista lei antifumo que entrará em vigor daqui a três semanas,

O Poerner tá todo animado com o relançamento de "Leme - Viagem no tempo ao fundo da noite" no Fiorentina. Passou todo esse ano reescrevendo, atualizando e ampliando o livro, agora recheado de fotos e abordando também a trajetória das favelas da Babilônia e Chapéu Mangueira. E chega aos 70 anos na plenitude de seu Poder Jovem, com seus 35% de músculo cardíaco bem vermelhinhos de Red Label e Hollywood. Engordou um pouco e deixou os cabelos crescerem mais ou menos no comprimento dos meus, tanto que está mais parecido com o Boal do que com ele mesmo. (Leiam mais no convite da Booklink, abaixo)

Estarei lá também, claro.

Beijos e abraços.

Tutuca

Antonio Adolfo disse...

27 de outubro de 2009 Maravilha,

Parabens, Arthur!!!
Nao sei se voce sabe, mas eu tambem morei no Leme e frequentava muito a Fiorentina na epoca em que comecei na musica. Morava na Rua Gustavo Sampaio 508 apt 701 e, depois, na mesma rua no numero 746, apto 1204. O Leme era mesmo um barato!!! Voltava a pe pra casa, do Beco das Garrafas de madrugada – tinha 17, 18 anos – e dava uma paradinha no Arpege pra ficar papeando com musicos e ouvindo o som do grupo do Waldir Calmon, que so tinha craques, w wu ficava do lado de for a, so escutando e imaginando o que se passava la dentro..... Nessa epoca, comecava a tocar no Beco das Garrafas, minha grande escola.
Enfim, um bom tempo. A Fiorentina, nem o Leme e nem, tampouco, o Beco das Garrafas sao mais os mesmos, mas vale recordar.
Abs e sucesso
AA

Carlos Alberto de Almeida disse...

27 de outubro de 2009

Parabéns, Poerner, pelos 70 ponto com, abração, beto almeida

Eliete Ferrer disse...

27 de outubro de 2009

Oi. Nosso amigo Poerner vai lançar seu mais recente trabalho, o livro - "Leme - Viagem no tempo ao fundo da noite", no restaurante Fiorentina, dia 9 de novembro, segunda-feira, 19h. Vejam cartaz no fim da mensagem.
Estaremos lá.
Eli.

Francisco Chagas Nunes disse...

28 de outubro de 2009

Bianca, como é bom participar de um pouco de cultura aqui no Leme ainda mais com o Poerner. Antecipadamente o parabenizo por tantos anos de história desejando saúde e sucesso e menos CIGARROS.


Cordiais saudações,

Kátia Cristina Grangeiro
Presidente

Domingos Fernandes disse...

28 de outubro de 2009

Oi Poerner, veja se consegue uma forma e uma formula de lançar seu livro por aqui na paulicéia, como sou um ex carioca, fico a ver navios, abração, Domingos Fernandes

Bruno Viga disse...

27 de outubro de 2009

Estarei presente para dar um abraço no amigo Poerner. Chegarei um pouco tarde, porém como a Boêmia é essência deste nobre escritor, estarei presente na hora certa. rs

Abraços
Bruno Viga

Ester Kosovski disse...

28 de outubro de 2009 14:51

Prezado Poerner:

Duplos cumprimentos pela efeméride importante . Farei o possivel para ir e lhe dar um abraço ;tenho amiga Lemiana que certamente gostará de ter o seu livro, vou avisar. abraços afetuosos antecipados , agradecendo o convite. EK

Beth Carvalho disse...

29 de outubro de 2009 12:34

Parabéns Poerner!

Enviado de meu iPhone

Com carinho
Beth Carvalho

Gilson Caroni disse...

26 de outubro de 2009 11:12

Meu caro Poerner.
Infelizmente não poderei ir ao coquetel, mas seu livro, com certeza, será comprado rapidinho, rapidinho. Imagine se vou perder a chance de mais uma ótima leitura. Meu amigo, envio em arquivo o texto do JB e, em link, outro sobre o mesmo assunto, publicado na Carta Maior.
http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=4460
Grande abraço.
Gilson

Alaor Barbosa disse...

27 de outubro de 2009 10:16

Prezado Arthur Poerner,


agradeço o convite ao lançamento do seu livro sobre o Leme. E lhe transmito meus cumprimentos efusivos. Lamento estar no Rio para comparecer e partilhar sua satisfação pessoal.
Abraço.
Alaor Barbosa.

Alaor Barbosa disse...

27 de outubro de 2009 10:16

Prezado Arthur Poerner,


agradeço o convite ao lançamento do seu livro sobre o Leme. E lhe transmito meus cumprimentos efusivos. Lamento estar no Rio para comparecer e partilhar sua satisfação pessoal.
Abraço.
Alaor Barbosa.

Rosemeire Rodrigues disse...

28 de outubro de 2009 20:40

ARTHUR POERNER,

ANTES DE MAIS NADA-MEUS PARABÉNS PELOS SEUS 70 ANOS. MUITAS FELICIDADES E SAÚDE. GOSTARIA DE IR AO LANÇAMENTO DO SEU LIVRO, MAS NÃO APARECE NEM UM CONGRESSO QUE EU POSSO CHEGAR AÍ (RIO DE JANEIRO). VOU COMPRAR O LIVRO NA LIVRARIA CULTURA E MANDAR PRO SEU ENDEREÇO PARA TER SEU AUTÓGRAFO, OK?!

BEIJOS, ROSE

Joao Lins de Albuquerque disse...

29 de outubro de 2009 13:33

Querido Poerner! Fiquei feliz em saber do lançamento de seu livro na
Fiorentina. Estaremos lá, espero, com muita gente. Abraços do
"vizinho" João Lins.

Miramar disse...

30 de outubro de 2009 16:55

Olá!!
Obrigada pelo convite,, terei o maior prazer em comparecer,porque tenho uma admiração imensa,, pela pessoa humana,amigo e escritor.
Parabens,, e sucesso!!confirmo a minha presença.
abçs,Miramar

Fayal disse...

30 de outubro de 2009 18:26

Caro Poerner
Obrigado pelo convite, estaremos aí para esta grande celebração com o máximo
de amigos e companheiros.
Abraços
Fayal

Moema Baptista disse...

30 de outubro de 2009 18:31

Meu querido e estimado Poerner,

Sem supresa, porém honrada com o convite, desde já, confirm minha presença.

Vou encaminhar o mesmo para Lisette e Bernhard, nossos amigos em Frankfurt, ok ?

Grande beijo Moema

Pina disse...

Companheiro Poerner: parabéns pelo livro que certamente revitalizará mais o nosso bairro. Um forte abraço! Pina

Ana Carolina Caldas disse...

27 de outubro de 2009 10:18

Arthur que bacana!
Um grande Viva pra vc!
Fui aprovada em um edital da Fundação Cultural de Curitiba para
fazer um documentario sobre o CPC da UNE em Curitiba. Quero cnseguir verbas para conseguir levar a equipe ao Rio para fazer entrevista com vc e talvez com
mais algum personagem do CPC da UNE nacional

um grande abraço

Ana Carolina

Ju Barros disse...

29 de outubro de 2009 20:00

Obrigada por nos chamar para comemorarmos os 70 de nosso querido Poerne.

Paulo Henrique Veloso Souto disse...

30 de outubro de 2009 17:01

Parabéns Poerner, vamos lançar o livro em Niteroi? me diga que aciono o Jorge Roberto Silveira. Abs.


Paulo Henrique Veloso Souto

Rosane Guedes disse...

30 de outubro de 2009 21:04

Que seja uma noite gloriosa,estarei de plantão no hospital que trabalho.Um beijo pra voce e outro no Poerner.Adoraria estar nesta festa iluminada mas...

Valéria Villela disse...

3 de novembro de 2009 23:20

Obrigada, parabéns! Até lá, valéria villela (s/ vizinha)

Regina Suely Costa Coutinho disse...

8 de novembro de 2009 12:59

Olá, Arthur.
Recebi o convite para o lançamento do seu livro e fiquei feliz com mais esse sucesso.
Convidei um dos meus primos e uns amigos. Nem todos poderão ir, por causa do horário.
De qualquer forma, darei uma chegada para prestigiá-lo.
Um beijo. Regina

Eliete Ferrer disse...

9 de novembro de 2009 13:05

Oi. Nosso querido amigo Poerner vai lançar seu mais recente trabalho, o livro - "Leme - Viagem no tempo ao fundo da noite", no restaurante Fiorentina, hoje, dia 9 de novembro, segunda-feira, 19h. Vejam cartaz no fim da mensagem.
Estaremos lá.
Eli.

Chico Mattos disse...

9 de novembro de 2009 23:31

Poerner, meu caro,

Viajei hoje, 2a feira, às pressa, a Guapimirim para visitar minha filha, Lúcia,
internada com infecção no hospital local. Só agora, daqui do hospital, estou
podendo ligar à Fiorentina para cumprimentá-lo, mas só consegui ouvir sua voz,
pois a ligação logo caiu. Desejo-lhe todas felicidades e carinho meu e de todos os
seus amigos que aí se encontram para festejá-lo. Você um patrimônio de nossa
cultura e da nossa luta pela democracia e pelo socialismo. Mais 70 anos de vida
e de alegrias é o que lhe desejo com um grande beijo no rosto.
Seu amigo e admirador de sempre.
Chico Mattos.

Flávio Loureiro disse...

11 de novembro de 2009 08:55

Poerner

Sei que foi um sucesso a sua festa, eu estava muito a fim de ir, mas no mesmo dia aniversáriavam os filhos, gêmeos, da minha comenheira. Por isso não fui.

Um grande abraço,

Flávio Loureiro

Samuel Reis disse...

10 de novembro de 2009 14:26


Poerner

Infelizmente eu estava viajando, só cheguei hoje de manhã, e não foi possível comparecer nas comemorações dos seus 70 anos.

Mas mando aqui o meu grande abraço, para voce meu amigo de longa data, de venturas e desventuras, voce sempre, em umas e outras, dando uma lição de quem curte a vida.

Samuel

Maria Camilla Soares Pereira Saraiva disse...

6 de novembro de 2009 16:48


oi, Perner
Obrigada, se puder irei
Bjs
Camilla

Anna Davies disse...

12 de novembro de 2009 15:28


Caro amigo Arthur Poerner.

Peço desculpas por não ter podido ir. Eu estava fora do Rio no dia. Tenho viajado muito. Em outra ocasião estarei pronta para ir dar-lhe um abraço e adquirir mais um livro seu, todos muito bons.

Um grande abraço,

Anna Davies

Joao Lins de Albuquerque disse...

15 de novembro de 2009 18:10

Querido Poerner! Obrigado pela carinhosa dedicatória. Li o livro
todinho e fiquei pedindo mais. Maravilhoso. Dá vontade de morar no
Leme! Um forte abraço e parabéns.
Do seu sempre amigo e admirador, João Lins.